Cultura Popular

O limiar é um evento sem precedentes na história da humanidade. Nenhum outro momento redefiniu de maneira tão clara a natureza do mundo e o futuro da humanidade (e para-humanidade). Então, é completamente compreensível que a cultura popular no mundo se tornou viciada em paranormalidade. Pessoas no mundo estão positivamente obcecadas com deuses vivendo entre eles, com todo o bem e mal que isto implica. Os paranormais são uma força impulsionadora da cultura popular, atraindo tudo em sua origem.

Mídia Impressa

Revistas e jornais tradicionais encontraram muito mais para descrever, e discutir, com o surgimento do Limiar. Notícias impressas cobrem desde paranormais, ou histórias envolvendo eles, de maneira continua. Publicações impressas tentam construir uma profundidade e precisão que lhes faltam comparada com meios online. Eles são parcialmente bem-sucedidos, já que grande parte dos fatos envolvendo paranormais continua desconhecido ou em disputa. O melhor que eles podem fazer é conceder informações detalhadas sobre os próprios paragons, e jornalismo investigativo sofreu devido a invasão de privacidade de pessoas comuns que lidam com circunstâncias extraordinárias. Jornalistas envolvidos contradizem as críticas, dizendo que o público tem o direito de saber, especialmente quando alguém que tem o poder de destruir um quarteirão vive em seu meio.

Editoras possuem relatos completos do Limiar, histórias individuais sobre paragons, e livros sem-fim sobre teorias e especulações sobre paranormais em livrarias ou esperando a serem publicados. Biografias e livros de paragons conhecidos são best-sellers, assim como pessoas clama por tudo que tem a ver com seus novos ícones.

Quadrinhos Reais

A existência de pessoas vivas e reais com poderes superhumanos levou a uma reinvenção em massa da indústria de quadrinhos, mas também a uma mudança de foco igualmente grande. Leitores estão mais interessados em "quadrinhos reais", baseados em paragons e suas supostas "aventuras" (ou outras atividades) ao invés de histórias sobre superheróis fictícios, recontadas e reestruturadas inúmeras vezes.

Leitores tanto velhos quanto novos consomem essas histórias – seja em gibis tradicionais ou mangás japoneses – mais rápido do que eles são publicados. A mudança para quadrinhos reais "temporais" (baseados em eventos reais) reviveu as publicações de quadrinhos mensais, que estavam em declínio comparadas com as graphic novels mais longas.

Naturalmente, editoras de quadrinhos buscam licenças para novos talentos paranormais para publicar quadrinhos reais sobre eles, e tais quadrinhos são típicos elementos de campanhas de marketing envolvendo paragons. Editoras e criadores de quadrinhos às vezes são chamados – pelos próprios paragons ou as companhias que os patrocinam – para dar dicas de design e inspiração aos paranormais, sejam trajes a "codinomes", e mais.

Com o declínio da popularidade dos superhumanos fictícios, editoras de quadrinhos tiveram uma nova ideia: licenciar sua propriedade para paranormais reais! Afinal, se você é um paragon com habilidades atléticas incríveis e o poder de se mover pelas paredes, você construiria uma nova "identidade" ou se associaria a uma das mais famosas do mundo? A ideia se tornou popular e tem o potencial de tremendamente revitalizar propriedades quadrinísticas, enquanto concede lucros. Há problemas em encontrar a pessoa "certa" para o personagem e encontrar uma identidade que deve ser moldada para os novos "usuários". Editoras também consideram eventualmente transferir a propriedade para um novo licenciador, como transferir um papel para um novo ator.

Filme e Televisão

Com a aparição de paranormais, a linha entre "notícias" e "entretenimento" para transmissão da mídia do público se tornou quase não-existente. Pessoas assistem canais de notícias de 24h na esperança de ver uma transmissão exclusiva de seus paragons favoritos, ouvir toda a fofoca, e encontrar que novas coisas incríveis ocorreram no mundo hoje. A nova Rede Paragon provê notícias contínuas de todas as coisas paranormais. De fato, muitas pessoas passam tempo demais coladas na televisão (ou em feeds online, ou ambos) que um certo número de "cansaço de notícias" é sentido.

Paragons são o novo tópico quente para todos os tipos de eventos telivisivos e filmes. A maior explosão é a imediatividade dos reality shows lidando com paranormais de uma maneira ou de outra. A série Prime Paragon! é o maior exemplo, mostrando competidores paranormais para identidades e uniformes existentes, com gordos patrocínios, mostrando seus poderes e atuando para as câmeras. O XTREME! Action Combat Championships combinam o espetáculo de luta profissional com incríveis demonstrações de poder paranormal.

Televisão com história e filmes convencionais são mais difíceis de se pegarem, apesar de Hollywood estar cheia de propostas para ideias baseadas em um mundo pós-Limiar, desde situações de drama até comédia. O potencial para utilizar atores paranormais está lá; pessoas capazes de atuar sem dublês e "efeitos especiais". O ex-ator Mark "Masque" Doucette tem uma carreira promissora à frente utilizando sua habilidade paranormal para mudar sua aparÊncia e imitar pessoas famosas (dependendo da resolução de casos pendentes clamando violações de propriedade intelectual pessoa e "direitos autorais humanos").

A Internet

O Limiar trouxe à Internet seu próprio meio de informação e notícias, e muitas pessoas buscam atualizações do que está acontecendo em feeds online, blogs, podcasts, e recursos similares. De fato, a existência de câmeras digitais em cada celular se tornou mais fácil para "relatar" acontecimentos paranormais. Eles capturam imagens que câmeras tradicionais são lentas demais para resolver.

O número de sites e blogs dedicados a paragons cresce exponencialmente, com sites populares tendo milhões de visitas por dia. Paranormais não são imunes a esse fenômeno; de fato, alguns dos sites mais populares são administrados por paragons, ou possuem os mesmos falando em público.

Apesar da Internet ser uma fonte de informação, também é uma fonte de desinformação. Em particular, a subcultura "caçadores de origens" possuem vários sites dedicados. Apesar dos esforços de encerrar ou contra-atacar, esses sites crescem e autoridades foram apenas parcialmente bem-sucedidas. A Internet é cheia de vários golpes para transformar pessoas em paranormais, cultos pró e contra paragons, e especulações e teorias sem fim sobre o Limiar e o que ele significa, muitas destas desinformações, declarações paranoicas, ou pior.

Artes Paranormais

Artistas paranormais estão apenas começando a explorar o potencial de seus poderes para a arte. Adicionalmente aos sábios artísticos (aqueles que se dizem sábios), alguns paragons podem criar ou atuar artisticamente além da capacidade de outros.

Música

Cantores

Atuação

 

Artes Visuais

 

Cultura Popular

Paragons caldeira_leon