Geopolitica

A comunidade de nações é uma rede delicada interconectada de relações, muitas delas previstas em poder: econômico, militar, e social. Introduza indivíduos com poder para alterar este equilíbrio, e as nações do mundo certamente notarão, e tomarão ação. Exatamente o que esta ação será depende da nação.

Nações de primeiro mundo trabalhando sob o controle da lei podem declarar uma emergência nacional, ou até mesmo lei marcial, se os eventos começarem a sair do controle. Sua prioridade é prevenir pânico e manter a situação sob controle. A assistência de paragons durante este período pode ajudar, apesar de governos estarem relutantes a confiar em civis desconhecidos que aparentam ser parte do problema.

Nações menos escrupulosas podem tomar ação imediata contra paranormais. Em algumas partes do mundo, multidões furiosas podem atacar qualquer um que aparentar ter habilidades “estranhas” ou “sobrenaturais” e até acusações podem levar a linchamento e execuções. Governos podem usar esta violência como pretexto para lei marcial e para reduzir os direitos individuais, enquanto os rebeldes podem usá-lo como uma oportunidade de atacar o governo ou mesmo tentar um golpe (com ou sem ajuda paranormal).

Novas Fronteiras

Paragons aceleram outra area de conflito potencial para as nações do mundo: a exploração do espaço. Alguns paranormais podem voar sem auxílio no espaço, até mesmo excedendo a velocidade da luz! Outros possuem poderes de teleporte suficientes para alcançar planetas próximos ou distantes, ou apenas o suficiente para subir a órbita e voltar, o que é extremamente útil em colocação de satélites e outros.

Estas capacidades abrem muitas novas fronteiras. As nações podem clamar outros planetas ou planetoides no sistema solar e criar colônias nelas? As chances são que as Nações Unidas dirão “não”, mas mesmo a Vanguarda em seu comando, alguns paranormais ou países podem escolher desafiá-los.

Uma maior preocupação são armas no espaço. Se você colocar uma base permanente na Lua, você poderia potencialmente construir uma arma eletromagnética ou propulsor de massa capaz de disparar rochas em alvos na Terra. Um paragon com capacidade espacial poderia por um asteroide em colisão com a Terra, suficientemente forte para eliminar a civlização – talvez até a vida – como nós a conhecemos. Isso sem contar com coisas como armas espaciais de destruição em massa como ogivas nucleares ou químicas.

Poderes Soberanos

Como você lida com um indivíduo que possui mais poder que sua nação inteira? Como você, como indivíduo, se sentiria sobre a habilidade de uma nação relativamente fraca representar seus interesses? Você se importaria com isso, dado seu poder e habilidade?

Enquanto muitos, se não a maioria, dos paragons retém sua cidadania e lealdade a sua nação (pelo menos ostentam), alguns podem escolher o contrário. Há o caso de se tratar certos paragons como “poderes soberanos” iguais em força e posição para nações inteiras. Governos nacionais reconheceram a influência de outros grupos poderosos antes, por que não indivíduos?

Naturalmente muitas nações estão relutantes em compartilhar poder ou estabelecer tal precedente, mas eles podem não ter muita escolha no assunto. Se uma doutrina de poderes soberanos é necessária para evitar guerra com paranormais capazes de derrotar exércitos inteiros, então as nações do mundo podem adotá-las, se não atrasá-las por um tempo, e buscar uma solução diplomática.

Geopolitica

Paragons caldeira_leon