O Fenomeno Forteano

Nem todos os eventos paranormais do mundo podem ser conectados a um “agente” paragon. Desde o Limiar, coisas estranhas simplesmente acontecem de vez em quando, com nenhuma razão aparente. Estes eventos se tornaram conhecidos como “Forteanos” devido a Charles Fort, famoso catalogador do estranho e incomum.

Explicações para o fenômeno forteano são tão comuns quanto os paranormais e seus poderes, e tão confiáveis quanto. Há um número de teorias, mas nenhuma evidência tangível para qualquer uma delas ainda. Como paranormais, muitos eventos forteanos aparentam ser inexplicáveis, pelo menos pelas leis conhecidas da ciência.

A linha exata entre fenômenos forteanos “verdadeiros” e acontecimentos incomuns é mais borrada do que as das habilidades paranormais. Acadêmicos geralmente requerem um evento que seja completamente incomum para ser classificado como, e o catálogo de possíveis eventos forteanos são classificados em magnitude. Muitas pessoas incluem virtualmente qualquer coisa fora do ordinário, e alguns incluiriam alguns eventos incomuns ou inexplicáveis da história, desde o Triângulo de Bermuda, o Evento de Tunguska, e a existência ou afundamento de Atlântida.

Teorias Forteanas

Três teorias maiores tentam explicar fenômenos forteanos: o envolvimento de agentes paranormais, alguns ainda não determinaram a influência da Imageria, ou a natureza caótica fluída e fundamental da própria natureza.

Agentes Paranormais

A explicação mais comum para fenômenos incomuns é que um paranormal é responsável, seja ele consciente disso ou não. Dito isso, todos os eventos forteanos são exercícios de poder paranormal, mas às vezes – de fato, geralmente – o paragon não está consciente do evento causador. Desde que não há meios comuns de detectar influência paranormal, não há um jeito de provar ou não a teoria, apesar de que críticos citam que muitos fenômenos ocorrem sem ninguém presente. Apoiadores da teoria contam que os poderes paranormais geralmente tendem a transcender espaço (e mesmo tempo) como nós o entendemos, então a proximidade não seria um problema.

Há pelo menos algum apoio para esta teoria em que alguns eventos “forteanos” se tornaram paranormais por sua causa: sendo um trote conhecido, ou o trabalho de um paragon latente, ou recém-desperto, sem controle sobre seus poderes. Quando o paranormal é exposto, o fenômeno para. Entretanto, isto reúne apenas uma fração dos eventos forteanos e não podem explicar todos eles.

Influência da Imageria

Outra explicação de eventos incomuns é a influência de material “vazando” do mundo da Imageria, essencialmente “energias” ou “forças” atravessando de outra dimensão e se manifestando em eventos estranhos. Esta teoria se mantém na existência da Imageria ou algo como ela, então é menos aceitada. Ela também não explica como, ou porque, estas “influências imageriais” ocorrem, essencialmente usando o completamente desconhecido para explicar a outra.

Coisas como protusões e entidades imageriais tendem a dar algum crédito desta teoria. Paragons com mais experiência na Imageria – como O Pacto – também possuem algum sucesso em controlar forças imageriais e parando, ou evitar, eventos forteanos.

Realidade Fluídica

Talvez a teoria mais perturbadora sobre o fenômeno forteano envolve a natureza do universo e causalidade. Ela supõe uma estrutura muito mais fluídica e caótica a realidade que anteriormente acreditado. O que nós percebemos como ordem e estrutura em nosso universo é pouco mais que acontecimento; o aparentemente estável mundo pode ceder a eventos aleatórios a qualquer momento, sem causa aparente.

Se esta teoria for verdadeira, é improvável simplesmente porque nada na realidade é verdadeiramente estável e não há algo como “natural” ou “lei científica”, ao invés disso há “hábitos comuns” do universo, que pode mudar repentinamente e sem aviso. As implicações deste nível de futilidade cósmica é suficiente para impedir que muitos a persigam vigorosamente.

O Fenomeno Forteano

Paragons caldeira_leon