Tecnologia Paranormal

Tecnologia moderna depende da aplicação de um tremendo corpo de informação científica conhecida. Quando os paranormais ameaçam jogar tudo isso pela janela, o que isso significa para a tecnologia? Aparentemente, uma tremenda quantidade de potencial, temperado com muito risco, e mais de poucos falsos começos.

Paranormais influenciam tecnologia de várias maneiras: projetando e criando novas tecnologias ou aplicações de tecnologia existente, produzindo e manufaturando tecnologias, e , num campo não claramente compreendido da “paratecnologia”, dispositivos tão impossíveis quanto seus construtores paranormais.

Alguns paragons possuem habilidades intelectuais e habilidades técnicas impressionantes, tornando-os preparados para desenvolver e projetar novas tecnologias. Claro, a linha entre “engenheiros talentosos” e “sábios paranormais” permanece obscura, mas a maioria dos paranormais seguem os mesmos passos quando se envolve criar novas tecnologias.

Paranormais possuem vantagens em outras áreas além do desenvolvimento tecnológico. Por exemplo, habilidades como uma trementa velocidade de processamento mental e acuidade permite paragons fazer projetos complexos incrivelmente rápidos. Igualmente, um paranormal super-rápido pode potencialmente construir um protótipo em tempo recorde. Habilidades sensoriais permitem alguns paranormais a diretamente observar fenômenos indetectáveis a outros, que podem ser úteis na criação de tecnologia em escala micro ou nano.

Poderes podem também afetar manufatura. Uma grande quantidade de tecnologias podem ser viáveis apenas se algum problema poder ser resolvido. Um paranormal capaz de resolver aquele problema poderia ganhar muito dinheiro. Por exemplo, transmutação poderia produzir em massa quantidades suficientes de elementos particulares de matérias primas necessárias na manufatura de um dispositivo ou de outro. Telecinese e manipulações de matéria similares podem realizar trabalhos finos além das capacidades de ferramentas de precisão e robôs.

Paratecnologia

Os inventores paranormais mais espetaculares possuem o menor impacto em desenvolvimento tecnológico devido a algo chamado de “paratecnologia” ou, os tão chamados, “dispositivos ACME”. Essencialmente, muitas invenções paranormais não deveriam funcionar do ponto de vista de projeto, e de fato a maioria não funciona para ninguém exceto o construtor, ou às vezes apenas outros paranormais. Tentativas de reconstruir a tecnologia são infrutífuras; às vezes apenas olhar dentro é suficiente para fazer com que os técnicos imaginem de como esta coisa funciona.

Paratecnologia levou a muitas incertezas científicas, dispositivos que são para tecnologia ordinária como paranormais são para seres humanos ordinários, mas há pouco efeito geral no mundo. Muitos são frustrados pela inabilidade de replicar as criações de muitos paragons, e discordan de qualquer “dispositivo ACME” fornecido. Um efeito colateral interessante desta intolerância permite que inventores paranormais qu queiram manter seus desenvolvimentos secretos os chamarem de paratecnologia, mesmo que não seja, para evitar qualquer interesse neles, exceto quando eles forem bem sucedidamente patenteados.

Medicina

Cura direta é o poder com maior potencial na prática médica. Curandeiro paranormais como Panacea, que pode tratar ferimentos, danos, e até mesmo doenças e venenos com nada menos que um toque e um momento de concentração. Entretanto, não há nenhuma forma de curandeiros paranormais tratarem todos seus pacientes em necessidade de tratamento; mesmo muitos deles não seriam suficientes. A economia tornará que os curandeiros curem pelo maior lance; mesmo o mais caridoso poderia ocasionalmente fazer isso para conseguir dinheiro com objetivo de cobrir a cura dos menos afortunados.

Além dos poderes de cura diretos há outras habilidades paranormais úteis para a medicina. Supersentidos podem conceder diagnoses mais precisas, particularmente se um paragon pode ver, ou sentir, dentro do corpo do paciente. Telepatia permite um médico paranormal a literalmente saber como o paciente está se sentindo, sem a necessidade de descrever sintomas. A habilidade para induzir inconsciência ou controlar sensações pode substituir anestesia, enquanto alguns paranormais podem ter bisturis próprios (em forma de garras ou similares) ou até mesmo o poder de alcançar dentro de alguém usando telecinese ou se tornando intangível, evitando a necessidade de qualquer procedimento cirurgico.

Médicos tradicionais, achando curandeiros paranormais uma ameaça a sua profissão, podem encorajar processos de qualquer paragon praticando medicina sem uma licença e insistir em controlar tais licenças eles próprios. Eles podem reforçar suas exigências ameaçando entrar em greve, apesar de tal movimento dividir a comunidade médica, como alguns viriam isso como uma violação de seu Juramento de Hipócrates ao recusar a conceder auxílio.

Psicologia

Poderes paranormais mentais e sensoriais podem ter um grande impacto na psicologia e saúde mental. Curandeiros telepáticos paranormais podem saber o que o paciente está sob efeito, ganhando uma compreensão profunda de desordens mentais. Podem haver riscos neste meio, entretanto: doenças mentais são contagiosas a telepatas? Eles sofrem estresse ou choque ao ler uma mente perturbada? Estas coisas podem limitar a efetividade no campo.

O potencial para cura mental e psicológica via “reprogramação” paranormal é vasta e perturbadora. De um lado, paragons poderiam curar pessoas de doenças mentais assim como suas contrapartes curam ferimentos físicos. De outro lado a mente é mais complexa e menos compreensível que os sistemas físicos do corpo. Quem sabe que efeitos colaterais podem haver com alterações paranormais?

Ainda pior, quem define exatamente o que constitui uma “doença mental” digna de tratamento? Enquanto paranormais éticos podem se limitar a desordens identificadas por grupos profissionais de reputação e associações (como a Associação Americana de Psicologia), diagnoses são geralmente obscuras, e nem todos concordam com o que é, ou não é, um “problema”. Paranormais deveriam fazer “lavagem cerebral” para curar coisas como Déficit de Atenção ou comportamento antissocial? E quanto a problemas que levam a comportamento criminoso? E quanto a comportamentos que algumas pessoas consideram imorais? Tais tratamentos podem se tornar um problema escorregadio.

Similar a medicina convencional, profissionais de saúde mental podem achar tratamentos paranormais ameaçadores e buscar algo para impedir isso. Muitos acreditam que “parapsiquiatria” não funciona e buscam processar paragons dizendo que podem curar e mudar as mentes com seus poderes.

Tecnologia Paranormal

Paragons caldeira_leon