Teorias Paranormais

A pergunta número um infestando a mente de acadêmicos de todas as estirpes ao redor do mundo é: o que são os paranormais? E as seguintes questões são: de onde vem seus poderes? Como eles funcionam? Como eles podem fazer algo anteriormente considerado impossível? O mundo está desesperado por respostas para estas e muitas mais questões sobre paragons, basicamente somando-se a dois grandes mistérios de “como?” e “por quê?”.

Já foram formadas muitas teorias sobre o problema, mas nenhuma delas foi provada. A verdadeira natureza dos paranormais faz estas teorias difíceis de testar sem algum tipo de resultado definitivo. Cada vez que os especialistas proclamaram uma descoberta em pesquisa paranormal, os resultados foram questionados ou até mesmo desaprovados, e isto apenas para as teorias sujeitas ao método científico. Outras teorias podem continuar sem prova, devido a sua natureza, mas para alguns elas têm a virtude de também serem irrefutáveis pelas mesmas razões.

Realidade Subjetiva

A mais popular e perseguida teoria envolvendo poderes paranormais envolve as extensões da física quântica. Essencialmente, a teoria diz que a realidade como nós conhecemos é ao menos subjetiva e influenciada pela consciência de indivíduos interagindo com ela. Então, paranormais são essencialmente capazes de conscientemente ou inconscientemente “editar” a realidade para seu proveito, criando efeitos de outra forma impossíveis de acordo com as leis da física conhecidas. O mecanismo mais provável é algum tipo de “embaralhamento quântico” de interações no cérebro com as interações subatômicas no mundo exterior. É claro, a teoria não realmente concede um mecanismo claro e é baseada em especulação considerável, mas em grande parte é ciência teórica plausível.

A teoria subjetiva ou de realidade quântica não responde muitas questões, particularmente porque os poderes paranormais apareceram em primeiro lugar e porque algumas pessoas são paragons e outras não. Também não explica por que paragons possuem uma grande variedade de poderes ao invés de todos terem o mesmo, por que paranormais que compartilham o mesmo poder o exibem de formas diferentes e em níveis de poder diferentes, ou por que há limites aos poderes paranormais, se o assunto da consciência influenciando a realidade é todo o assunto. Alguns buscam elementos psicológicos do modelo psíquico (a seguir) numa tentativa de explicar tais coisas.

Pesquisas iniciais nessa linha principal envolvem pegar análises e medidas detalhadas da atividade cerebral paranormal durante o uso de seus poderes num esforço de isolar estados cerebrais diferentes criando efeitos diferentes.

Psiquismo

A próxima grande teoria, sobrepujando a teoria da realidade subjetiva em muitas área, é o modelo “psíquico” da atividade paranormal. A pseudo-ciência da parapsicologia experimentou uma grande explosão de interesse após o Limiar. Uma vez que poderes paranormais como telepatia e telecinese foram provados além da sombra de dúvida, muitos especialistas começaram a ponderar sobre anos de pesquisa parapsicológica e escrever com renovado interesse.

A teoria psíquica ou psiônica sugere que há habilidades não usadas na mente, capazes de criar efeitos paranormais. Muitos teoristas acreditaram na existência de paranormais antes mesmo do limiar, com numerosos exemplos de pequenos paragons (ou “agentes paranormais” como eles eram conhecidos) criando efeitos incomuns, apesar de em pequena escala. Comprovando muitos psíquicos genuínos, visionários, médiuns, e outros precursores dos paranormais modernos.

Infelizmente, enquanto o modelo psíquico tem dados experimentais consideráveis, ainda falta a explicaçõa do mecanismo das habilidades paranormais, ou as razões do Limiar. Uma das ideias mais populares de como os poderes psíquicos/paranormais funcionam é essencialmente a mesma da teoria de realidade subjetiva (anteriormente). Outros teoristas envolvem a existência de “campos de força” invisíveis e indetectáveis, possivelmente conectados de alguma forma a uma forma de Inconsciência Universal psíquica ou similar. Uma teoria sugere a “fonte de poder” dos paranormais como sendo uma força mental coletiva de toda a humanidade, com apenas poucas pessoas capazes de usar efeitos paranormais.

Sobrenatural

No limite das teorias “aceitas” envolvendo o paranormal são aquelas envolvendo o sobrenatural, desde a intervenção de poderes maiores ou espirituais, ou a existência de magia não reconhecida ou forças ocultas. Poucos cientistas ou acadêmicos estão dispostos a dar estas ideias algum crédito, apesar de alguns serem forçados a admitir que não possuem melhores explicações e não podem descartar qualquer possibilidade.

Milagres

Para muitas pessoas de fé, a explicação de poderes paranormais é clara: eles são milagres dados por um poder maior ou, em alguns casos, por uma força de mal sobrenatural para desvirtuar os desprevenidos. Em resumo, paranormais recebem o poder de Deus ou do Diabo, ou de ambos. De fato, não é possível ignorar que paragons geralmente fazer milagres como os antigos textos religiosos: eles curam com as mãos, transmutam matéria, voam pelo ar, comandam forças naturais, e muito mais. Há até alguma evidência de que a fé tem algum papel na efetividade do poder de um paragon, apesar do tipo específico de fé não parecer importar.

Esta teoria leva a muitas fés questionarem as evidências de outra fés de paragons com o poder de seu deus(es). Ateus são nomeados como abusadores desvirtuosos de seus dons divinos no melhor dos casos, agentes do mal sobrenatural no pior. Alguns extremistas religiosos acreditam que muitos, se não todos, os paragons recebem poderes do Diabo e são associados com o vindouro Apocalipse.

Magia e o Oculto

Próximo a teorias de paranormais milagrosos é considerar seus poderes como uma forma de “magia”. Isto tem origem no ocultismo europeu da Idade Média até os séculos 19 e 20 ao moderno neo-paganismo e filosofia de Nova Era, passando pelas disciplinas orientais como ioga e artes marciais.

Todas estas coisas certamente classificam alguns poderes dos paragons. Membros do Pacto, por exemplo, certamente se veem como mágicos genuínos, mas a questão continua se seus poderes são magia “real” ou apenas aparentam ser mágica. Afinal, qualquer habilidade paranormal pode ser considerada “mágica”. Mesmo assim, mágicos auto-proclamados aparentemente conjuram espíritos, demônios e criaturas similares. Eles são reais ou apenas criações da consciência do mago?

O maior apoio para teorias de ocultismo na paranormalidade é como a Imageria conforma com várias filosofias mágicas. Críticas a teoria apontam como a Imageria – se ela realmente existir – é moldada por preconceitos e pensamento. Tradições mágicas são baseadas em crenças antigas e primordiais, então não é supreendente que a Imageria as reflita.

Mesmo aqueles que não acreditam em paranormalidade “mágica” ainda possuem certo interesse no oculto simplesmente porque muitas das técnicas e teorias associadas com magia aparentam funcioanr bem em treinar e aprimorar poderes paranormais. Coisas como meditação, visualização, e indução de estados alterados da consciência são aparentemente ferramentas úteis para paragons, não importando a verdadeira natureza de seus poderes.

Teorias Esquisitas

Apesar de serem impressionantes as teorias anteriores sobre a natureza dos paranormais e seus poderes, elas são as teorias mais razoáveis existentes para explicar o inexplicável. Paragons desenvolveram várias teorias esquisitas para explicar quem o ou que eles são e como eles fazem o que fazem.

Nenhuma dessas teorias possuem suporte filosófico ou científico generalizado, mas isso não impede aqueles que acreditam nelas por um minuto, nem impede eles de encontrar um jeito de torná-los em lendas urbanas e cultura popular.

Alienígenas

Paranormais são criações de alienígenas, ou paragons são aliens. Apesar desta ideia ser a única que realmente se espalhou na cultura de OVNIs, há muito apoio para ela. Afinal, não poderiam alguns deles serem chamados de “aliens”? Alguns paragons até mesmo dizem que são de outros mundos, ou pelo menos acreditam que são, se eles realmente lembrarem de suas origens. Algumas histórias de limiares são muito similares a experiências de abdução alienígena e, apesar de especialistas dizerem que não há diferença genética entre paranormais e humanos ordinários, quem pode dizer que eles estão falando a verdade ou as mudanças são indetectáveis por tecnologia terrestre?

Esta teoria não explica nada sobre como os poderes paranormais agem exceto conversas vagas sobre “tecnologia alienígena” e invocações da Terceira Lei de Clarke (“Qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível de magia”) ou pegando emprestado as teorias de realidade subjetiva e psíquica, mas dizendo que os alienígenas estão por trás disso.

Evidência clara e comprovada de vida alienígena ainda não emergiu, mesmo com paranormais capazes de analisar (ou mesmo visitar) mundos distantes, mas isto não impede ninguém de acreditar. Os Precursores são uma das facções firmemente enraizadas na crença de que alienígenas não estão apenas “lá fora”, mas ativos na Terra.

Conspiração

Incontáveis teorias da conspiração preenchem o vácuo de informação sobre as origens de poderes paranormais. Claro, as autoridads dizem não ter conhecimento da causa e fonte destes poderes, mas será a verdade ou o que “eles” querem que nós acreditemos?

Teorias da conspiração paranormais são numerosas e constantemente mudando. Cada uma basicamente diz que alguém está escondendo a verdade sobre paranormais do público geral e depois explica quem essa pessoa é, o que ela está escondendo, e por que. A maioria geralmente está escondendo experimentos com DNA alienígena, “ciência sombria”, artefatos ocultos, ou Satanismo. Para outros são os franco-maçons, os Illuminati, as Nações Unidas, os Zionistas, a Extrema Direita/Esquerda, o Complexo Militar Industrial, ou uma ou mais sinistras mega-corporações. Em poucos casos, todos acima.

Eles estão geralmente escondendo algum tipo de cumplicidade na criação de paranormais, geralmente através de um experimento dando errado. Algumas vezes eles estão escondendo uma grande verdade que o teorista da conspiração suporta ou teme, como os paragons sendo escolhidos de Deus (ou do Diabo) ou eles estarem trabalhando para alienígenas (benevolentes ou não). Em algumas teorias os paragons estão em todas elas, em outras, eles são apenas idiotas ignorantes, ou algo entre eles.

Nem todas as teorias de conspiração vêm de teoristas obcecados. Uma maioria é de mitos e rumores urbanos que tomam vida própria e se espalham em conversas e pela Internet.

Niilismo

Para alguns a existência de paragons e Fenômenos Forteanos é a simples prova que o universo é um lugar caótico e sem sentido além de nossos esforços de impor ordem e sentido nele. Alguns vão longe a ponto de dizer que nada pode ser “verdadeiramente” entendido porque os últimos eventos podem completamente contradizê-lo, assim como um paranormal contradiz muito do que era acreditado e entendido sobre como o mundo funciona.

Esta teoria é muito usada como uma desculpa para comportamente niilista e atitudes do tipo “nada significa nada, então faça o que quiser”, apesar de houverem efeitos reais corrosivos como ideias na saúde mental da sociedade. Muitas pessoas confrontadas com a possibilidade do universo ser essencialmente aleatório desenvolve sérios problemas psicológicos ou comportamento antissocial. Poucos experimentam limiares e se tornam paragons, geralmente com severos problemas psicológicos ou comportamento antissocial…

Teorias Paranormais

Paragons caldeira_leon