Agência Reguladora Paranormal

Agência Reguladora Paranormal

Fundação: 13 de Novembro de 2015

Estado Legal: Agência Governamental

Estrutura Jurídica

Jurisdição: Estados Unidos da América e seus territórios

Corpo de Governo: Departamento de Defesa

Natureza Geral: Agência Policial

Estrutura Operacional

Sede: Washington DC, EUA

Diretor-Geral: Mae Foster

Unidades Maiores: 1

Escritórios de Campo: 12

Paragons podem ter habilidades incompreensíveis, mas eles não são imunes perante a Lei, ou a civilização conhecida estaria ameaçada. Esta é a premissa em qua a Agência Reguladora Paranormal, ou PRA, foi fundada. Seu trabalho é rastrear e regular paranormais e manter a sociedade normal a salvo de paragons que possam abusar de seu poder.

A PRA é uma agência governamental americana responsável pela regulação de uso de habilidades paranormais nos Estados Unidos e a investigação de crimes envolvendo paragons e seus poderes. A agência também reúne informações sobre paragons em geral, providenciando relatórios de inteligência para o governo americano.

Visão Geral

A PRA é uma agência governamental americana responsável pela regulação de uso de habilidades paranormais nos Estados Unidos e a investigação de crimes envolvendo paragons e seus poderes. A agência também reúne informações sobre paragons em geral, providenciando relatórios de inteligência para o governo americano.

Estrutura

A PRA tem estrutura similar ao Bureau de Investigação Federal americano, e serve como agência “irmã” do FBI – por meses, de fato, ela operava sob o comando do bureau. Ela tem um diretor que supervisiona e administra as operações em rede nacional, e diretores locais que administram a agência em departamentos locais. O diretor da PRA se reporta ao Secretário de Defesa, que se reporta ao Presidente dos Estados Unidos.

O corpo da PRA é feito de agentes e pessoal de suporte. Agentes operam em campo, e precisam passar por testes rigorosos. No mínimo, um agente da PRA deve ter autorização de segurança ultra-secreta, passar por uma variedade de testes físicos e psicológicos, e testes de doping e polígrafo. Outros testes, paranormais, como leituras mentais ou “leituras da verdade” por paranormais são mencionados em rumores, mas nenhuma evidência comprova sua existência.

A PRA alivia para agentes com habilidades paranormais, facilitando os requerimentos para eles, o que não gera uma boa vontade dos agentes normais. Ainda assim, os paranormais claramente incapazes de servir como agentes de campo são tecnicamente repassados para o pessoal de suporte, mesmo se as habilidades deles às vezes os tornam ótimos agentes de campo. Oficialmente, a PRA põe grande importância no treinamento do agente sobre poderes paranormais, e espera que seus agentes de campo estejam aptos a lidar com desafios paranormais sem nenhum poder próprio.

A agência tem uma igualdade em números de pessoal de suporte e agentes de campo, incluindo pessoal administrativo, análise, especialistas de línguas e técnicos, e cientistas. Eles se especializam em lidar com paranormais, é claro, incluindo o estudo de seus poderes e seus efeitos. Para investigações de cena de crime de rotina, a PRA confia na cooperação do FBI e da polícia local.

Base de Operações

A Agência Reguladora Paranormal é localizada em Washington, DC, mas mantém escritórios através dos Estados Unidos. Na maioria dos casos, o escritório do FBI local também serve como o escritório da PRA para a região, apesar de áreas populosas (como a Cidade de Nova York) tem seu próprio escritório da PRA separado. Com o tempo, a PRA irá adicionar novos escritórios e estabelecer sua presença através do país.Base de Operações

Adicionalmente a agência tem algumas instalações, particularmente para estudos paranormais e pesquisa. Ela mantém “a Academia”, uma instalação de treinamento paranormal nas montanhas do estado de Nova York onde agentes treinam em lidar com paragons e recrutas paranormais praticam suas habilidades sob supervisão de especialistas da agência, que também tem a oportunidade de estudar de perto seus poderes e progresso.

Existem rumores sobre uma prisão secreta para paranormais operada pela PRA e o governo americano (possivelmente em cooperação com agências como o FBI e a CIA). Paragons problemáticos “desaparecem” nela, onde elas se tornam sujeitos a experimentos médicos e científicos ilegais e anti-éticos. A PRA oficialmente nega a existência de tal instalação.

Recursos

Para uma agência federal relativamente nova, a PRA possui recursos consideráveis, principalmente graças ao Incidente de Evanston, apesar deles estarem completamente focados em sua missão de investigar e regular paragons e suas habilidades. Para assuntos mais gerais, particularmente investigações criminais, a PRA ainda confia pesadamente nos recursos de outras agências como o FBI.

A PRA tem recursos limitados em relação a pessoal, simplesmente porque é difícil encontrar pessoal qualificado desejando lidar com ameaças paranormais regularmente. Em particular, a agência sempre tem uma falta de agentes de campo qualificados e pessoal paranormal; indivíduos que se encaixam nas duas categorias são os mais raros de todos e extra-oficialmente agentes de campo paranormais são tratados de forma incomum devido ao seu valor.

Membros

Agentes da PRA são recrutados principalmente das agência de lei e militares, particularmente o Bureau Federal de Investigação e o Serviço Secreto, assim como agências de segurança e inteligência como a Agência de Segurança Nacional e a Agência Central de Inteligência.

A PRA recruta agentes paranormais confiáveis e capazes quando possível, mas “confiável” e “capaz” são geralmente considerados qualidades mais importantes que “paranormal” sob a maioria das circunstâncias. O trabalho da agência é geralmente muito delicado, e ela não quer perder o controle de seus agentes, não importando que tipo de poderes eles têm.

Agentes paranormais sabem que a PRA fica de olho neles, já que seu trabalho geralmente envolve lidar com “sua raça” sob circunstâncias difíceis. Não é difícil imaginar um agente paranormal sentindo simpatia por outros paranormais e traindo a agência, algo que eles escondem cuidadosamente.

Abaixo uma lista dos agentes da PRA importantes.

Mae Foster, Diretora: A Diretora Foster é uma veterana do FBI que esteve em contato frequente com paranormais desde o Limiar. Por sua experiência e atitude, ela foi escolhida para ser líder da PRA.
Diana Allen, Agente Supervisora Especial: A Agente Allen é uma estrela ascendente da PRA.

Agência Reguladora Paranormal

Paragons caldeira_leon